Você já conhece o precioso poder da visualização?

Você já conhece o precioso poder da visualização?

Precisamos falar sobre o poder precioso da visualização. Existe algo por trás disso que é como uma a montanha-russa. Você sobe e você desce. Se sobre rápido, desce rápido. Se sobre alto, desce o mesmo tanto. Mas a gente pode tirar proveito disso.

Começamos a nos ambientar no mundo da criação e entendemos os conceitos de “break thru” e “break down”, ou no bom português, “para cima” e “para baixo”. Mas esqueça o nome, o que importa é sabermos que toda vez que você encara um “break down” é uma oportunidade que surge.

Toda vez que desce na escala vibracional é uma ótima oportunidade para você dar um salto. Portanto, não faça do limão uma limonada, faça do limão uma bela champanhe. Aproveite seus erros e torne seus saltos maiores.

Transforme suas visualizações. Você é livre para enxergar onde quer chegar, só precisa saber como fazer isso de um jeito poderoso.

A liberdade e as visualizações

Liberdade é o que você pode fazer pela sua vida quando tem um novo pensamento. Quando se prende ao velho pensamento e à escassez, é como se tivesse algemas invisíveis te prendendo. É preciso de desvencilhar dessas algemas.

Seja livre para criar a vida que você deseja criar, já que você é livre e não existe nada nesse mundo mais valioso do que nossa liberdade. Se você está em um emprego que não gosta, um salário que não gosta, um relacionamento que não te empolga, então está presa.

Se você está em um relacionamento que não quer mais e é dependente financeiramente, você está mais presa ainda. Se você vive em uma casa que não gosta e não se sente bem, você está presa. Tudo isso são aquelas algemas.

Portanto, não tem coisa pior no mundo do que perder sua liberdade. E muitas vezes são suas escolhas que te levaram até lá.

Ouro puro da Jaque
Áudios de ouro puro pra você.
https://t.me/portaljaquelinesalles

Visualização te faz uma mulher visionária

É preciso transformar seu pensamento no nível da solução, ficar livre da prisão dos seus pensamentos. Olhe a vida sob uma nova perspectiva. Perspectiva do ser. Uma perspectiva de quem você é, não do que você faz ou você tem.

E a visualização é sua capacidade de ser visionária. É olhar para ao futuro, enxergar lá na frente e criar sua realidade. Ver o que os outros não enxergam. Realizar seus projetos.

Mas sobre tudo isso, é fazer algo que a maioria das mulheres não faz, criar aquilo que ainda não existe. O que me leva a pensar na Coco Chanel.

Chanel nasceu em uma vida de escassez, perdeu a família e foi morar em um orfanato. Começou a costurar dentro desse orfanato, cresceu, saiu de lá e começou a desenhar, mas tinha ideias de roupas que eram dadas como masculinas para as mulheres. Isso fez com que muita gente debochasse dela. Muita gente falando que ela não faria sucesso

Mas o destino deu uma chance para ela, e isso é o que chamo de sorte intencional.

A sorte intencional é quando você está intencionando algo em sua vida e então vem a sorte. Quando você percebe que as coisas acontecem porque você estava fazendo algo para chegar nelas.

A Chanel tinha uma carreira de costureira e se mantinha firme, mesmo sem ninguém acreditar nela, já era até conhecida por um pequeno grupo de consumidores dentro do mercado. Nesse momento veio a sorte, surgiu a Primeira Guerra Mundial.

Na guerra os homens foram para o front e as mulheres tiveram que ir trabalhar nas fábricas, mas elas não conseguiam ir para seus novos empregos com aqueles grandes vestidos, era inviável. A solução foi encomendar uniformes para alguma estilista que conseguisse juntas as duas possibilidades: os cortes femininos e a praticidade. Eis que entra em cena, justamente Coco Chanel.

Mulheres visionárias transformam a realidade

As mulheres visionárias enxergam além do que está acontecendo, mas como você desenvolve isso? Simples, você visualiza.

Autores, escritores, atores e atrizes, palestrantes, a maioria dos profissionais de sucesso tem uma coisa em comum: Em algum momento, eles visualizaram o sucesso deles. Imaginaram nas suas mentes o futuro que querem e preparam o caminho para ele.

As mulheres visionárias são aquelas que movem o mundo, ou melhor, são aquelas que mudam o mundo. As mulheres visionárias não se contentam, não se acomodam. Transformam para elas o que os outros chamam de realidade.

Nasceu assim, viveu assim e vai morrer assim, tudo bem, é tudo uma opção sua, mas precisa saber que existe algo além. Algo além do que você vê a olhos nus, e o poder da visualização é capaz de mostrar isso. Só precisamos saber como controlar isso.

Use o poder das visualizações de forma consciente

Todo mundo cria nossas vidas através de imagens, sempre fizemos isso, mas fazemos isso inconscientemente, não criamos deliberadamente. Não criamos de forma planejada e orquestrada, criamos através de imagens, mas de forma atabalhoada.

E quando você faz isso, está criando algo que eu chamo de “Frankenstein de criação”. Sabe aquilo que você deseja e, quando acontece, pensa que não era bem isso? Pois bem, é disso que estou falando. Quando você cria de forma intencional, planejada e estratégica, não tem como isso acontecer.

Dia após dia você treina isso, visualiza, torna isso realidade em sua cabeça, se acostuma com essa possibilidade. Com tudo alinhado não tem como não se tornar realidade.

Você já conhece o precioso poder da visualização?

Indo mais longe, se você tem uma insatisfação na sua vida hoje é, ou porque não visualizou, ou porque visualizou de forma atabalhoada. Portanto, confira alguns pontos importantes e que farão com que suas visualizações sejam ainda mais eficientes.

Aposte na simplicidade

É melhor visualizar em qualquer lugar, onde estiver, sem cerimônia, do que ficar tramando isso para um local específico e especial. Quanto mais complexo é essa situação que você cria, mas difícil fica dela acontecer, consequentemente, acaba não fazendo a visualização.

Todo mundo já planejou uma hora de visualização que nunca aconteceu. Ou marcou para “o dia que tiver tempo” e esse tempo não chegou.

É melhor um minuto de visualização, seja quando tiver tomando banho, no banheiro ou dirigindo, do que aquela uma hora que você planeja e nunca faz.

Faça do seu jeito

O seu jeito de visualizar é o jeito certo. Vai ter gente que vai enxergar toda cena, outros vão sentir até o cheiro e o sabor do lugar. É um processo de personificação de seu pensamento, é preciso deixar então que ele tenha, justamente, personalidade.

Às vezes você consegue fazer algumas coisas, outras não consegue, portanto, não julgue sua visualização. A sua visualização é seu jeito de ver o mundo, então respeite isso.

Quando você julga seu jeito de visualizar, é seu automático tentando ser mais forte que você, e isso não vai parar tão cedo. Ninguém aguenta ser julgado o tempo inteiro, então seu próximo pensamento irá te enfraquecer.

Faça da sua maneira e não se compare a ninguém.

Não desista

É normal se dispersar, isso não é um problema. Tudo é um desenvolvimento contínuo, portanto, tudo bem se você se dispersar, basta voltar que tudo está certo.

Lide com a dispersão, não desista. Tudo faz um pouco de parte desse treino. Quanto mais você se desenvolve, mais você volta, e mais facilmente você faz isso. Sua mente é como um músculo e você precisa treinar ele.

O poder das visualizações em conjunto

Mas existem muito mais pequenos segredos que podem te ajudar a fazer com que sua visualização seja muito mais eficiente. Um deles é muito fácil: você potencializa sua visualização quando inclui pessoas nela.

Por exemplo, quer se casar, então inclua na visualização o sorriso de seus pais. Quer um carro, então inclua sua melhor amiga com você, feliz em seu carro. Quer viajar, inclua a felicidade de seus filhos nessa viagem.

Quanto mais você incluir a felicidade das pessoas na sua visualização, mais poderosa ela será. Nada vem através do nada, tudo vem através das pessoas, então inclua as pessoas em sua vida. Inclua as pessoas das suas visualizações.

Mas coloque-as no final, não no caminho. Não cometa esse erro.

O problema maior da visualização é que ela é como pedir um Uber. Na maioria das vezes você só preocupa com o destino, não quer saber que carro é, nem se tem quatro rodas, a cor ou a potência do carro.

Muitas vezes na visualização as pessoas se preocupam com o caminho, em como chegará na visualização, e esquece do destino. Esquece do mais importante. Se quer dinheiro no banco, não visualiza clientes, mas o dinheiro. Afinal onde você quer chegar é no dinheiro, não nos clientes.

O poder da visualização está nesses detalhes que nos ajudam a criar nosso mundo. A montanha-russa sobe e desce, portanto, perder a oportunidade de prever essas quedas e aproveitar esses momentos é o mesmo que estar despreparada para o mundo que você criará. Portanto, construa sua visualização e pense na hora que chegar em casa, não no Uber.


Deixe Aqui o seu comentário:

You May Also Like