O que é sistema de crenças e como mudá-las?

Sistema de Crenças

Fico feliz de você ter chegado até aqui nesse momento! Enquanto escrevo esse texto, penso nas pessoas que serão beneficiadas por essas informações e já sinto gratidão antecipada por você estar aqui lendo um pouco mais sobre as crenças.

Pode ser que você já tenha visto algum vídeo meu, lido algum outro texto, visto um post no Facebook ou simplesmente chegou agora. O que importa é você estar aqui e que possamos conversar sobre esse tema que eu estudo há tantos anos!

Eu me considero uma pesquisadora do mundo do Desenvolvimento Humano e sou a minha maior cobaia tudo que eu compartilho e aplico. Primeiramente, eu testo muito em mim, depois nos meus clientes e quando valido eu compartilho.

Hoje, eu vou falar de um tema que eu estudo há dez anos e que me fascina enormemente: Sistema de Crenças.

Para começar, vamos entender o que é crença!

Nós somos como uma máquina. Temos o nosso sistema duro, que poderia ser chamado de hardware que é o nosso corpo físico e também temos o nosso sistema leve que podemos falar de pensamentos, sentimentos e vibrações que pode ser chamado de software.

O software é os nossos programas, as nossas programações que são provenientes de: hereditariedade, normas e ordens recebidas e repetidas ao longo da vida, nossas próprias experiências e conclusões, histórias que ouvimos de outras pessoas (principalmente as que julgamos importantes). Alguns acreditam que esse software já vem programado de uma outra vida.

Vamos, por enquanto, falar sobre essa vida aqui que escolhemos para a nossa experiência e evolução.

Lembrando que eu nunca falo sobre verdades absolutas. Tudo que eu escrevo aqui, falo, gravo, digo, penso, eu gostaria muito que você questionasse e a melhor forma de questionar é testar praticando na sua própria vida e experiência.

Combinado?

Acredita-se que todos nós temos o nosso sistema de crenças, ou seja, a nossa programação, e que podemos mudá-la ao longo de nossas vidas.

Aqui, vamos falar sobre uma teoria que pode ser verdadeira ou não, dependendo da sua crença.

Se todos nós temos um sistema hardware e um software e estamos em plena mudança o tempo inteiro, já que o nosso corpo muda conforme o tempo vai passando e a forma como pensamos também.

Mas, muitas vezes, essa mudança na forma como pensamos se dá muito lenta e inconscientemente.

Quando desenvolvemos a habilidade de mudar a nossa forma de pensar, ou seja, reprogramar o nosso software, de forma consciente podemos ser mais rápidos em também descobrir como utilizar melhor esse software em nosso benefício e benefício de todos.

O nosso sistema de crenças é validado o tempo todo pela nossa realidade porque ele é o observador e muitas vezes também o criador da nossa realidade.

Todos os dias quando acordamos nós temos a nossa disposição todo um Universo de possibilidades e probabilidades a nosso dispor.

Por conta da nossa sobrevivência porque vai que todas essas possibilidades e probabilidades acontecessem ao mesmo tempo, será que sobreviveríamos?

É só você pensar na quantidade de informações que você tem disponível hoje. Dizem os estudiosos que o ser humano do século 21 tem disponível em 1 dia toda a informação que um cidadão do século XVIII tinha em um ano.

Então, são muitas as possibilidades e elas parecem crescer a cada dia.

E por uma questão de sobrevivência o nosso cérebro só capta parte dessas possibilidades.

Ou seja, o nosso cérebro funciona como uma espécie de radar que ao mesmo tempo filtra o que percebemos e esse filtro é o que eu estou chamando aqui de sistema de crenças.

Como libertar-se do sistema de crenças

Um exemplo de como o sistema de crenças funciona

Se uma pessoa acredita que o mundo é perigoso e que está cada vez pior, esse cérebro vai buscar mais e mais informações sobre mundos perigosos e cada vez piores.

Histórias de assaltos, mortes inesperadas, injustiças, contendas, desamparo, abandono provavelmente farão parte do meu cotidiano e, possivelmente, acontecerão comigo porque um sistema de crenças se valida o tempo inteiro se alimentando dessa validação.

Porque esse é o sistema de crenças que filtra as possibilidades que essa pessoa recebe todos os dias da vida dela. Ele faz isso para nos entregar o que desejamos, afinal de contas, por que em sã consciência uma pessoa focaria sua atenção no que ela não deseja vivenciar?

É como se essa pessoa dissesse: traga-me cada vez mais disso.

E se por um outro lado eu acredito que o mundo seguro amigável e repleto de surpresas e mistérios maravilhosos.

Possivelmente, eu vou focar em notícias de pessoas que acharam dinheiro e devolveram, vou falar e ouvir sobre pessoas que se engajam em ajudar as outras, em histórias de vitórias e superação.

E mesmo que algo de inseguro aconteça com essa pessoa ela saberá entender que aquilo em muitos níveis foi o melhor que aconteceu.

E mais, uma pessoa com um sistema de crenças de que o mundo é um lugar seguro tem a capacidade até de se tornar invisível no momento de um assalto simplesmente porque ela não se encontra na mesma frequência que o assaltante ou quem está sendo assaltado.

Você já ouviu falar de pessoas que ‘escaparam’ milagrosamente de um assalto ou simplesmente foram as únicas que não foram assaltadas?

Se sim, é disso que eu estou dissertando aqui.

Como mudar o sistema de crenças?

Mas o sistema de crenças é como um emaranhado de fios, ou melhor como uma bacia hidrográfica. São crenças que se encontram e esbarram nas outras numa corrente de idas e vindas.

Não há muita separação.

Uma pessoa pode ter um sistema de crenças sobre segurança excelente, mas ter um sistema de crenças sobre alimentação limitante, por exemplo.

Como mudar a crença?

Primeiro passo: Observar.

O primeiro passo para a mudança é a observação é o que eu chamo de levar luz ao sótão.

Escreva num papel (retire da sua cabeça) o que você pensa sobre:

Não racionalize, escreva a primeira palavra ou frase que vier a cabeça.

  • Homens
  • Mulheres
  • Dinheiro
  • Crianças
  • Brasil

Todos esses pensamentos que vieram são o seu sistema de crenças.

Segundo passo: Questionar.

Exemplo: se você escreveu que homens são todos iguais, questione: será que homens são todos iguais mesmo ou é a sua crença que está filtrando e atraindo experiências iguais com homens diferentes?

E assim sucessivamente.

Terceiro passo: Agir.

Se você descobriu que o seu sistema de crenças está mais te limitando e até mesmo, quem sabe, prejudicando do que te trazendo valor, é a hora de agir ao contrário para mudar o padrão e consequentemente mudar e curar sua vida.

Autoconhecimento é prática diária e não somente ler um texto aqui e outro ali e nada praticar.

 

Cada vez que damos um novo rumo as nossas vidas também movemos os nossos sistemas de crenças.

O sistema de crenças de uma pessoa casadas precisa ser diferente de uma pessoa solteira senão o casamento não funciona.

O sistema de crenças de um gestor precisa ser diferente do sistema de crenças de um colaborador senão sua carreira não vai para frente.

O sistema de crenças de um Coach precisa ser diferente de um profissional comum senão sua carreira não irá para frente.

Você já deve ter notado que merece mover o seu sistema de crenças para um novo formato quando decidiu realmente se tornar um Coach e para te apoiar nesse sentido que eu escrevi um e-book sobre As Afirmações Positivas.

Baixe gratuitamente SEU EBOOK AQUI. E VAMOS TRABALHAR JUNTOS SUAS CRENÇAS!

 

Vamos juntos!

 

 


Deixe Aqui o seu comentário:

Você também pode gostar