Quanto custa uma sessão de Coaching?

sessão de Coaching

Há alguns meses, eu convidei um especialista em finanças para falar sobre precificar a sua sessão de coaching. Você pode ler esse texto aqui!

E como esse ainda é um dos assuntos mais procurados, eu decidi voltar a ele e se você está lendo esse texto é porque tem interesse em fazer da sua carreira como Coach algo assertivo.

A conta de como precificar o seu Coaching, ou quanto custa a sua sessão de Coaching, é aparentemente simples se olharmos do ponto de vista intelectual e prático, mas nós sabemos que precificar e expor esse preço passa pela nossa autoestima e também pela nossa autoimagem como Coach.

Como está a sua autoimagem como Coach?

Bem, trabalhar essa autoimagem é o primeiro passo da precificar sua sessão de coaching. Uma das formas de se fazer isso é repetir diariamente para você mesmo que você é um Coach ou uma Coach maravilhosa e eu recomendo também usar o espelho para repetir para você mesmo isso.

Acredite: o exercício do espelho que faz parte do curso as dez ferramentas de Coaching em grupo é uma das mais poderosas formas de você como Coach melhorar a sua autoimagem e consequentemente passar a cobrar o valor merecido pelo seu Coaching

Coach: quanto custa sua sessão de coaching?

Agora vamos a parte prática.

Em primeiro lugar, eu preciso saber:

  • Quantas horas por dia você se dedica ao seu negócio de Coaching?
  • E quanto você gostaria de ganhar com o seu Coaching em um mês?

Essas são informações muito úteis para você ter uma ideia do valor da sua hora.

Agora vamos fazer as contas:

Vamos supor que você se dedica 4 horas por dia ao seu negócio de Coaching e deseja ter um rendimento de 10 mil reais por mês.

4 horas por dia de segunda a sexta dão o total de 20 horas por semana.

Um total de 80 horas por mês.

E se você deseja ter um rendimento de 10 mil reais por mês a conta é:

10 mil dividido por 80 = R$125,00

Esse é o valor base da sua hora inicial para uma sessão de coaching. Mas como fazer para aumentar esse valor?

Não cobre abaixo de quanto custa sua hora!

Bem, um conselho que eu posso te dar agora é: não comece cobrando menos do que o valor da sua hora base. Valorize-se.

E mediante essa conta a sua hora base tem o valor de R$125,00. Ou seja, um processo de dez sessões tem o valor mínimo de R$1250,00.

E como saber o momento de aumentar o valor de sua sessão de coaching?

Calculando a oferta e a procura. Vendo se existe uma fila de espera e principalmente focando em gerar provas sociais que são os depoimentos por escrito (assinados e com foto) ou em vídeo (a melhor forma) que ficam no seu site, canal do youtube, blog, etc.

Quanto mais provas sociais catalogadas você tiver, maior será o seu valor percebido no mercado e consequentemente a sua hora base irá subir.

Exemplo de prova social, veja AQUI.

Busque também ter um blog organizado, um canal do Youtube com conteúdos quinzenais ou mensais, uma fanpage também organizada, etc.

Quanto melhor for o seu posicionamento online, quanto mais conteúdo GRATUITO você oferecer, maior será o seu valor percebido também e consequentemente o valor da sua hora base aumenta.

DICA DE PROFISSIONAL: Certifique-se que você está passando bem a sua postura como um Coach que realmente apoia as pessoas a alcançarem seus objetivos ou se está ansioso em fechar processos passando essa ansiedade para os futuros prováveis Coachees.

Use a sua autoridade para aumentar gradativamente o valor percebido do seu Coaching e as pessoas falarem: -Nossa, isso parece muito bom.

Autoridade é a forma como as pessoas te vêem no mercado e como você é percebido e consequentemente valorizado.

Não é um caminho mágico, mas é plenamente possível de ser trilhado e alcançar o topo.

  • Calcule a sua hora base;
  • Trabalhe para aumentá-la;
  • Gere prova social;
  • Ofereça conteúdo gratuito.

Será uma honra acompanhar você a aumentar exponencialmente a sua hora base e realizar o seu sonho de ser um coach bem sucedido.

Feche processos com elegância, naturalidade e obtenha 10x mais resultados. Como?

Vamos juntos!


Deixe Aqui o seu comentário:

Você também pode gostar