Como foi o Coaching in Rio Academy 2017 (Parte 1)

Coaching in Rio Academy

Você já esteve numa situação em que tudo que conseguia pensar é “VALEU CASA SEGUNDO” Essa foi, sem dúvida, a minha sensação ao sair do Coaching in Rio Academy 2017.

A única emoção possível após esses dois dias era gratidão por tudo que ocorreu naquele final de semana cheio de pessoas incríveis e muito aprendizado. Agora, passadas as emoções, eu quero compartilhar um pouco de tudo que aconteceu por lá.

A importância da subjetividade

Realizar o Coaching in Rio Academy não foi tarefa fácil. Além de todo o trabalho de organizar um evento deste porte, a minha mãe faleceu enquanto eu estava trabalhando para que ele acontecesse.

Apesar disso, eu tinha um objetivo de reunir todas aquelas pessoas. Faz parte da minha missão de impactar um milhão de pessoas em cinco anos. E graças aos meus filhos, à minha sócia Dayse Galhardo e muitos outros amigos, eu segui em frente com esse meu objetivo.

Porém, isso também só foi possível pelo subjetivo. Pelo que estava acontecendo dentro de mim. Eu passei por todos os processos do luto e tive muitas emoções naquele momento.

Subjetividade

O Coach é muito focado em números, metas e resultados. E alguns profissionais se esquecem de todas as emoções e subjetividade que estão rolando internamente. Não existe métrica capaz de solucionar esse problema. Por isso, decidi falar sobre o assunto logo começo do evento. Eu queria trazer um pouco da importância da subjetividade no trabalho do Coach.

Nós estamos muitas vezes focados em números e esquecemos que lidamos com pessoas. Nem sempre as metas e objetivos são importantes para nosso coachee buscar seus resultados. Muitas vezes, nós só podemos motivá-lo a alcançar seus resultados através da subjetividade.

O coach precisa de sensibilidade para saber disso. Não basta apenas aplicar algumas ferramentas que aprendeu durante as formações. É preciso conversar, ouvir e entender as pessoas.

Você não precisa de mais uma formação

Depois, foi a vez do já conhecido Bruno Juliani palestrar aos participantes do Coaching in Rio. Ele sabe levantar questionamentos e inquietar as pessoas como poucos coaches no Brasil.

Desafiar o status quo e quebrar paradigmas são características marcantes do Bruno. Por isso, ele veio ao Coaching in Rio falar sobre porque você não precisa de mais uma formação de coaching em seu currículo.

Quantos cursos de coaching você já fez? Quantas formações estão no seu currículo? Você já tem clientes pagantes? O seu objetivo é se tornar Master Coach? Esses são alguns dos questionamentos que ele trouxe ao nosso evento.

Bruno Juliani

Todas essas formações e objetivos podem ser importantes para o seu crescimento profissional, mas dificilmente farão a diferença na vida dos seus coachees. Na verdade, você não precisa buscar mais formações e descobrir novas ferramentas. Tudo que você precisa é implementar o que já aprendeu.

Outro ponto importante que o Bruno trouxe é algo muito presente em meus textos, palestras e mentoria. O coach não precisa se apresentar como coach ou ensinar o que é coaching para o seu cliente, ele precisa se apresentar como vai resolver seus problemas.

Somente quando entendemos esses questionamentos e mudamos os paradigmas que podemos conquistar mais clientes.

Um método revolucionário de fazer coaching

A Claudia Negreiros é, sem sombra de dúvidas, uma coach de excelência. Tê-la como participante do Maestria em Coaching foi uma experiência incrível porque trouxe conteúdo ao grupo. Vê-la no palco do Coaching in Rio foi mais incrível ainda.

Ela é uma das maiores especialistas no Brasil em perguntas poderosas e compartilhou um pouco de seu conhecimento conosco. Todos achamos que temos perguntas poderosas para nossos coachees, mas não percebemos como algumas perguntas pontuais podem mudar a vida deles.

As listas com perguntas poderosas que recebemos em formações e podemos encontrar na internet realmente ajudam em alguns momentos, mas nem sempre são eficientes. Podem parecer um simples roteiro programado.

Claudia Negreiros

Você pode por exemplo aplicar uma pergunta que realmente está causando uma transformação no seu cliente, mas

não aproveitar isso porque deseja passar para  a próxima pergunta da lista, por exemplo.

Um simples “e como você se sente em relação a isso?” pode ser muito mais poderoso que muitas perguntas elaboradas.

A Claudia Negreiros compartilhou experiências de vezes em que fez uma pergunta para compreender melhor o contexto e aquilo foi marcante para seu coachee. O que é simples para nós, pode ser uma pergunta poderosa aos outros.

Desafiando os paradigmas

Logo no começo do dia, o Bruno Juliani fez um pequena provocação para ensinar a importância do nicho e público-alvo. Ele perguntou “Alguém aqui atua como Coach de professores do ensino médio”. O Gilmar Carneiro levantou o braço e recebeu como resposta a brincadeira “coitado”. Isso porque o Bruno estava falando sobre a importância de ter um nicho e público bem definido, mas que tenha condições de pagar.

Já no final do dia, o mesmo Gilmar subiu ao palco. Ele veio relatar a sua experiência como integrante do Coach de Excelência e ainda fez uma linda homenagem a mim e à Dayse.

Gilmar Carneiro

No Coaching in Rio Academy do ano passado, ele estava sentado nas cadeiras planejando ser um Coach de sucesso. Neste último ano, chegou ao evento com seu livro publicado e uma linda dedicatória a mim, que foi lida em voz alta. Como se não fosse o suficiente, ele emocionou a todos com uma dinâmica maravilhosa.

O Gilmar veio nos ensinar que é possível seguir seus sonhos e ser bem sucedido. Enquanto existe a crença de que professores não têm dinheiro e não podem pagar pelos seus serviços, ele investiu nesse mercado e é altamente requisitado por instituições de ensino para trabalhar nos mais diferentes níveis, de diretores às secretarias.

 

VAI ACONTECER UM WORKSHOP ONLINE AO VIVO DIAS 01 E 02 RELATANDO TODO O RESUMO DO ACADEMY. INSCREVA-SE!

Felicidade e Coaching

Quantas vezes você já tentou vender coaching para quem você achava que precisava passar pelo processo? Todos nós já fizemos isso, mas a verdade é que nós precisamos vender para quem está interessado e não empurrar para quem julgamos necessitar.

E essa pessoa interessada é muitas vezes feliz, confiante, com autoestima e muitas outras atitudes positivas. É o perfil de pessoa que imaginamos que não precisariam passar pelo nosso processo.

Andréa Perez

Mas, como disse a Andréa Perez, é justamente o contrário. “As pessoas que têm essas características conseguem tudo que quiserem com Coaching”. Essas pessoas estão dispostas a trabalhar e querem os resultados que você oferece.

É claro que, como Coaches, nós queremos ajudar o maior número de pessoas possíveis, mas nós só podemos ajudar quem precisa de ajuda. Caso contrário, estaremos forçando essas pessoas a serem o que não são.

Uma reunião de smurfs

E para finalizar o primeiro dia de Coaching in Rio Academy, nós recebemos uma pessoa incrível. Meu filho Gabriel Salles e minha sócia Dayse Galhardo se formaram coaches em sua Escola de Heróis: Diogo Hudson.

A palestra do Diogo foi muito complementar a do Bruno Juliani e serviu para amarrar tudo que foi aprendido durante o primeiro dia. Ele trouxe seu conhecimento sobre o posicionamento do Coach no mercado.

As pessoas ainda não estão acostumadas com Coaching. Infelizmente, não somos como um médico, advogado ou qualquer outro tipo de profissional liberal que fica em seu escritório esperando clientes. Nós precisamos ir atrás de nossos coachees e fazê-los se apaixonar pelo nosso trabalho.

Diogo Hudson

Como o Diogo brincou, Coaches são como os Smurfs. Seres estranhos que as pessoas não estão acostumadas. Elas sempre fazem uma cara estranha quando falamos sobre nosso trabalho. Portanto, não basta você se apresentar como Coach. É preciso se apresentar como um especialista em solucionar os problemas de seu público.

Um profissional que trabalha com emagrecimento, por exemplo, pode se apresentar como “especialista na perda de peso de forma consciente”. É muito mais compreensível e impactante do que se ele disser apenas que é “Coach de emagrecimento”.

Ainda tem mais…

Você está gostando de tudo que rolou no Coaching in Rio Academy 2017?

Calma que ainda tem muito mais conteúdo na segunda parte deste artigo, onde eu vou mostrar tudo que aconteceu no segundo dia de encontro.

 

SE você perdeu esse evento MEMORÁVEL, VAI TER UMA SEGUNDA CHANCE.

vou fazer um workshop ao vivo nos dias 01 e 08 de Fevereiro – quartas – às 20:30h 

GARANTA SUA VAGA AQUI


Deixe Aqui o seu comentário:

Você também pode gostar