[Coach] Você está com a sua INTELIGÊNCIA EMOCIONAL em dia?

Inteligência Emocional

 

Há algumas semanas atrás eu estava conversando com um Coach que me inspirou muito a escrever esse texto.

Ele me disse que sentia falta de entender melhor a parte dos sentimentos do seu Coachee e de como eles sentiam em relação aos objetivos traçados.

Ele não entendia muito bem como lidar com um Coachee que não cumpre a tarefa ou simplesmente não se compromete com o processo.

Foi quando eu expliquei pra ele, que apesar de algumas vertentes do Coaching dizerem que Coaching é presente futuro, eu entendo também o Coaching como um carro na estrada a 80 km por horas querendo trocar de faixa.

O que o motorista faz?

Olha rapidamente no retrovisor, certo? Para saber se vem alguém atrás e ele ultrapassar e mudar de faixa.

 

Assim também é a nossa vida e a vida dos nossos clientes, muitas vezes quando estagnamos em algum ponto e não conseguimos mais seguir em frente, é porquê algo nas nossas emoções provenientes do nosso passado precisa ser observado.

Dentro do que eu vejo como Coaching não existe passado, presente e nem futuro de forma tão separada, todos esses três tempos estão no agora e entender isso é fundamental para entregar resultados acima da média.

E é esse o motivo que explico nesse texto sobre os dois pilares que sustentam um processo de Coaching, vamos a eles. E como eles podem apoiar você a lidar com clientes que não estão rendendo como você esperava.

O Coaching é formado por dois pilares que não se sustentam um sem o outro: a objetividade e a subjetividade.

Vamos falar sobre eles:

A objetividade está relacionada aos resultados tangíveis que têm mais a ver com os números na nossa vida.

Exemplos:

  • Um Coach de emagrecimento apoia alguém a perder 20 kilos.
  • Um Coach de carreira apoia um executivo a ter 20% de aumento.
  • A média do ROI (retorno sobre o investimento nos meus treinamentos) é de 578% em seis meses, etc.

A subjetividade está relacionada ao intangível e ao que está ligado aos sentimentos.

Exemplo:

  • Desenvolvimento da gratidão.
  • Vitória sobre a apatia.
  • Pensamento de abundância ao contrário de pensar na escassez.
  • Colaboração ao invés de concorrência.
  • Paz interior, equilíbrio emocional, inteligência emocional para superar desafios.
  • Celebração, etc.

Em volta do que eu pesquiso e pratico a respeito do Coaching e do desenvolvimento humano em geral, a objetividade não existe fora da subjetividade e vice-versa. Você pode saber mais detalhes sobre a subjetividade do Coaching lendo esse artigo aqui.

O gerenciamento dos sentimentos está intimamente ligado ao quanto vamos conquistar  e consequentemente à percepção dessas conquistas. Porquê existem muitos coachees que nunca se satisfazem com suas metas conquistadas eles querem sempre mais e não observam o quanto já avançaram

São o que eu chamo de queredores. E tá tudo bem para eles mas para o Coach esse eterno querer pode ser angustiante porque ele pode começar a sentir que não entregou o suficiente.

Dica de profissional: deixe bem claro, o início, o meio e o fim de cada sessão e de cada processo. Se for entregar além do combinado, deixe claro que você está dando bônus. Se fazer de bonzinho pode ser desastroso em alguns casos.

Se você é um Coach que gosta de dar mais do que o combinado e não sabe pedir ajuda, assista a esse vídeo AQUI.

Mas saber de tudo isso e praticar no dia a dia do seu coachtorio  requer ir muito além da informação e sim abraçar o conhecimento.

Inteligência Emocional: Informação vs. Conhecimento

Qual a diferença entre informação e conhecimento?

A informação é algo que sai da mesma forma que entra. Ela não fica. Não permanece e, portanto, não pode ser utilizada como instrumento na realização de metas.

Exemplo: ontem você assistiu ao noticiário com todas as notícias, você se informou mas não conheceu porque hoje você não vai usar para nada de muito útil a informação que obteve no noticiário.

Já o conhecimento você analisa, absorve e utiliza no seu dia a dia rumo às suas metas e objetivos.

Mas para absorver conhecimento e poder passar a sua mensagem e o seu coaching adiante, você precisa estar com a sua inteligência emocional em dia.

Ou você se distrai, consome muita informação, não pratica. E pior que isso: se afunda em cursos e mais cursos que não te levam a lugar algum porque nem você sabe onde quer chegar.

Eu tinha muitas informações a respeito do processo de luto mas não tinha conhecimento, somente quando minha mãe nos deixou é que conheci o luto porque senti na pele.

Exemplo prático do seu dia: se você conhece técnicas de atração e conversão de clientes mas nunca pôs em prática então você só tem a informação e não o conhecimento.

E para resolver esse problema que fazemos treinamentos ao vivo, presenciais e de imersão.

No nosso próximo treinamento, o Coaching in Rio Academy, além da treinarmos os Coaches de todo país que estão vindo nos dias 21 e 22 de Janeiro no Windsor Florida para atraírem, venderem e atenderem, vamos treiná-los a ter INTELIGÊNCIA EMOCIONAL e também gerar esse equilíbrio nos Coachees.

Como?

Pela vivência e experiência que só um encontro ao vivo e de imersão é capaz de oferecer, além de acelerar os resultados e levar você rapidamente ao próximo nível.

E para que isso é importante?

Para que você obtenha a sensação de entregar RESULTADOS EXTRAORDINÁRIOS para os seus Coachees. Resultados que eles jamais imaginariam que fossem possíveis.

Eu te garanto que ao dominar a arte da objetividade com a subjetividade você entenderá a real magia do que é ser um Coach de Verdade.

Lembre-se que você é a soma das cinco pessoas com quem mais convive. Se você não conviver presencialmente com os outros Coaches, como irá se desenvolver?

É bíblico e quântico: diga-me com quem tu andas que te direi quem és.

GARANTA AGORA O SEU INGRESSO!

Eu quero muito te encontrar pessoalmente e te entregar conhecimentos que você nunca imaginaria existirem no Coaching.

Vamos juntos!


Deixe Aqui o seu comentário:

Você também pode gostar